Agenda

«

ABRIL 2014

»
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30

Enquete

Twitter, Orkut, YouTube e Facebook. Qual deles você visita frequentemente?

Twitter

Orkut

YouTube

Facebook

Todos

Ação Social



Mural Social
Compartilhando compaixão





Abaixo você encontra uma série de experiências e depoimentos de parceiros sociais de Missões Nacionais. Elas revelam como é gratificante contribuir para a transformação de vidas. Participe você também, enviando sua história ou depoimento através do e-mail falecom@missoesnacionais.org.br , colocando no "Assunto" as palavras "Para o Mural Social".

Se ainda não conhece nossos projetos, clique aqui e inicie sua história de parceria.




Tocada por testemunho missionário

É sempre muito bom saber que minha denominação leva o evangelho a sério, fazendo o bem não importa a quem, nem como. São muitas experiências dolorosas, mas, com certeza, importantes e especiais na vida daquele que deixa tudo por causa do evangelho. Sem saber, (a missionária) Alani utilizou (em visita à IB Alegria) o versículo da minha vida, quando o apóstolo Paulo diz que de nada tem em sua vida por preciosa senão cumprir a missão dada a ele por Deus. Amo o apóstolo Paulo porque amo Missões. Amei especialmente  Alani por descobrir que ela trabalhou na área de saúde mental e entende as dificuldades de quem tem alguém com questões neurológicas. Tenho um amado e especial filho autista de 5 anos, completados no último dia 19. Fiquei muito, muito feliz em receber alguém com tamanha experiência com Deus e intimidade com relação a pessoas.

Fiquem todos na paz.

Gleice Valadares
Membro da IB Alegria


Revitalização do Lar Batista David Gomes

Estamos fazendo uma grande obra e não podemos parar! É assim que começamos a falar do LBDG, um lugar separado e presenteado por Deus para cuidarmos de crianças e adoelscentes em situação de risco social. No momento, ele passa por uma fase de restauração para melhor cuidar de nossas crianças e adolescentes.

Com garra arregaçamos as mangas e nos colocamos a revitalizá-lo. Muita coisa tinha que ser feita, mas por onde começar? Depois de identificarmos as prioridades, mãos à obra! Casas sendo reformadas, ruas sendo preparadas para evitar a lama, entulhos e matos sendo retiradas, terraplanagem para escoamento de águas pluviais, plantio de árvores e palmeiras na entrada do lar, confecção de novas placas, iluminação de todo o lar com postes de concreto e cabos de alumínio, começamos a fabricar o nosso próprio meio-fio, placas de concreto para passeio, paisagismo na entrada e nas casas, flores e mudas de hortaliças sendo produzidas, a horta em andamento, a granja já produzindo nossos frangos, escritório reformado e muito mais já foi feito! Duas casas já foram reformadas e partimos para a terceira. Ainda temos muito para fazer, mas conseguiremos!

A ação social que Jesus fazia dava a Palavra e o pão, e estamos fazendo isto às crianças que o Senhor tem nos confiado. Ainda temos muros para serem reconstruídos, literalmente, e um complexo integrado de atividades multifuncionais (CIAM), onde todas as atividades de educação, saúde e empreendedorismo serão centralizadas, facilitando o acesso da comunidade ao atendimento e participação aos projetos já desenvolvidos.

Por meio das obras de revitalização, projetos antes abandonados estão sendo retomados, tal como a marcenaria que serve não só para o treinamento e profissionalização de jovens do lar e da comunidade como para a geração de recursos, visando a auto-sustentabilidade. Esse projeto conta com a ajuda de marceneiros voluntários da própria cidade.

Estamos muito felizes com a ajuda recebida e rogamos a Deus que muito mais pessoas venham se envolver neste trabalho. Com certeza as bênçãos os alcançarão. Agradecemos aos missionários, voluntários, parceiros, irmãos e amigos. Juntos avançaremos para o alvo!


Cleyton Machado
Voluntário no Lar Batista David Gomes




Colégio Batista de Tocantínia

Sou fruto do trabalho de Missões Nacionais em Tocantínia. As missionárias que ali passaram souberam demonstrar o amor por missões, obedecendo ao chamado do Mestre.
 
Estudei no CBT por 13 anos, do Jardim ao antigo 2º Grau, quando concluí em 1986. As missionárias, Beatriz Silva, Margarida Gonçalves, Tilda Evaristo, Luci Rodrigues, Dilene Nascimento, Rosário Damaceno e muitas outras, foram as responsáveis por me conduzir nos caminhos do Senhor. Hoje sou jornalista, e só tenho a agradecer pelo trabalho social e educacional implantado pela JMN ali em Tocantínia.

Junior Maciel
Jornalista e ex-aluno do CBT




De Mãos Dadas

De mãos dadas nós andávamos.
Eu, grande; você pequenino.
Mostrava-lhe o cachorrinho,
O gato, o passarinho,
obras do nosso Deus,
eu lhe dizia.
Mas você crescia.
E seu próprio mundo
queria ter e ver.
Parava para olhar o caminhão,
ou diante de um portão
a fim de ver o gato
que pulava o muro
para não ser agarrado.
Hoje, de mãos dadas.
com outra você anda
Que bom, filho!
Você conseguiu amar
e ser amado,
de mãos dadas com outra andar.
Em breve você andará
de mãos dadas
com mais alguém:
seu filho que está para nascer.
Oh! Ande de mãos dadas com ele.
Instrui-o no caminho
em que deve andar:
como vovô fez com papai,
como papai fez comigo
e como nós - seu pai e eu -
tentamos fazer com você.
E assim, com gratidão,
todos nós, familiares seus,
andaremos de mãos dadas
com o nosso Eterno Deus.

Élcia Barreto Soares
A autora, hoje na glória, escreveu este poema para seu filho Ebenézer Soares Ferreira Júnior, em 1982.





"Conte comigo!"

Sabemos da importância do trabalho voluntário para a Junta de Missões Nacionais e muito mais para nossas crianças. Ficamos gratos por todo o carinho e reconhecimento que nos foi dado, mas, sobretudo, queremos exaltar o nome do nosso Deus que nos deu esta grande oportunidade de participar do seu Reino, mesmo não sendo merecedores.

Recebemos muito mais do que fomos levar: o carinho, atenção, cuidado, reconhecimento e muito mais que o nosso Deus tem nos dado. Nós é que temos a agradecer à Junta de Missões Nacionais por ter aberto a porta do Lar Batista David Gomes para pessoas que sequer conheciam e muito menos se seria proveitoso o investimento feito.

Tudo o que foi feito é muito pouco comparado com o que eu posso fazer em Cristo. O que foi apresentado é apenas um grão daquilo que quero fazer para o meu Deus. Peço-lhes que me ajudem a continuar este trabalho... minhas mãos ainda estão vazias e preciso enchê-las para o meu Deus. Sei que, mesmo que eu não vá aos quatro cantos da terra pregar o evangelho, uma daquelas crianças poderá ir. Conte comigo!

Cleyton Silva Machado
Voluntário que apoiou as obras de reforma do Lar Batista David Gomes





"Sua vida conjugal deu uma volta"

O jovem Luis Henrique chegou com o rosto  fechado, poucas palavras...não olhava para ninguém. No começo, era até engraçado observá-lo no culto matutino. Não conseguia olhar para lado nenhum, só para baixo. Depois de umas semanas, ele começou a falar. Pouco, mas com firmeza...queria conhecer Jesus.  Afinal, segundo ele, já tinha ouvido falar que Jesus existia, mas, daí para Ele (Jesus) resolver os problemas conjugais e todos os embaraços que Luis tinha provocado, era pedir demais, pois não se sentia digno, nem preparado para seguir ou se aproximar do Senhor.

Aqui tivemos a oportunidade de mostrar o evangelho na sua clareza, afinal, Jesus não veio salvar os santos ou perfeitos, mas os feridos, perdidos ou pecadores. Lentamente, ele foi entendendo emocionalmente o quanto Jesus o amava.  Hoje Luiz é interno de confiança, atendendo de boa vontade as atividades confiadas a ele.

Percebo o mover de Deus na vida de Luiz. Sua vida conjugal deu uma volta e sua esposa já o perdoou e tem vindo visitá-lo com muita alegria. Daqui para frente, creio que o Senhor estará completando o que Ele mesmo começou.

Pr. Fernando Arêde
Diretor do Projeto Reviver, Muriaé - MG




A serviço do Reino

É muito bom poder servir ao Senhor nosso Deus... poder colocar nossa profissão a serviço do seu Reino. Não é só atendimento, é amar àquelas pessoas que chegam até nós. Quando participo de um trabalho de missões em minha igreja (Terceira Igreja Batista de Campos, RJ), sinto claramente o quanto o Senhor nos abençoa e vejo que é Ele quem está à frente de tudo que fazemos.

Este ano, em julho, tive uma experiência na viagem missionária da minha igreja a Matipó, MG. Uma senhora, quase cega, chegou buscando atendimento e passou por mim, na odontologia, para exame e distribuição de kit odontológico. Mas o que ela precisava era de amor, carinho, pois os filhos a haviam abandonado. A dermatologista Drª. Karine, ao atendê-la, também sentiu o mesmo.

Nessas situações, o que fala mais alto não é o lado profissional, mas poder servir a Deus. Servir a pessoas tão carentes de tudo. Um kit odontológico e um creme dermatológico, somente, não resolveriam o problema dela. Enfim, são situações que nos marcam profundamente.

Com certeza ficarei muito feliz em poder atender os pacientes do Projeto Restaurar. Fiquei muito feliz em poder conhecer a irmã Alice e ver de perto, através dela, o trabalho da JMN na ação social. Agradeço a vocês pelo convite. Estarei orando pelo trabalho.

Um abraço,

Beatriz Claudino
voluntária do Dentista Cidadão



Por Ti Darei a minha vida...

Tantas pessoas são chamadas para o trabalho de evangelização mas poucas são escolhidas. Aceitar o chamado de Deus não é nenhuma obrigação e sim um presente, pois estaremos mostrando ao mundo a verdade que um dia chegou até nós e nos libertou de uma vida que não agradava a Deus.

Levar  a mensagem  da salvação ,do perdão e do amor de Deus para os que estão trilhando caminhos da perdição é algo que exige determinação,coragem,doação e o mais importante: amor. É você se preocupar com as muitas almas que estão indo para o inferno. É despertar, acordar e fazer algo para mudar essa triste realidade.
Por onde formos,onde anunciarmos a salvação, devemos sempre nos lembrar: Sê tu uma benção. Na vida de alguém, na família, na cidade e onde quer que esteja.

Muitos têm medo, mas não precisa porque a Bíblia nos diz que devemos esta firmes e constantes,  sempre abundantes na obra do Senhor  porque nosso trabalho não é vão no Senhor.

Mesmo estando com Deus, não vamos estar livres de lutas e dificuldades mas teremos a certeza de que Deus lutará por nós.

O mundo precisa conhecer Jesus, sentir essa alegria que sentimos, viver uma vida melhor que agrade a Deus e experimentar o verdadeiro e puro amor de Deus que é inesgotável para nossas vidas porque Deus é essência.

Eu sou apenas uma adolescente de 17 anos, há 8 anos moro no Lar Batista e nesse tempo todo tenho convivido com pessoas que estão dando suas vidas por Cristo. Com os missionários conheci o Senhor Jesus e aprendi que nós devemos nos doar para ajudar a outros e levá-los a conhecer e amar Jesus.

Tenho muitos sonhos em meu coração. Quero fazer a faculdade de Medicina Veterinária e, inclusive, em outubro, estarei participando do ENEM e desejo muito conseguir uma bolsa para cursar minha faculdade. Mas sonho também em continuar falando aos meus colegas, família e quem estiver próximo a mim, do Grande Amor de Deus para com o ser humano.

Deus é a fonte de vida. Se nos concentrarmos  em nós, jamais desvendaremos o propósito da vida. Fomos feito por Deus e para Deus e, enquanto não compreendermos isso ,nossa vida não terá sentido. A vida é um presente de Deus para nós e o que faremos dela será um presente nosso para Deus.

Portanto,  não precisamos sentir medo se formos escolhidos por Deus "Porque aquele que quiser salvar a sua vida perde-la-á  e quem perder a sua vida por amor de mim acha-la-á". Tudo  começa em Deus porque dEle por Ele e para Ele são todas as coisas. Devemos descansar e confiar em Deus.

Por amor a Ti, não te negarei , mas por Ti darei a minha vida.

Dili D. Freitas Costa
17 anos,  Lar Batista F.F.Soren  (3ª melhor aluna do Colégio de Itacajá)




 


"Uma chance para a mãe"

Com esta frase, F. pediu uma vaga no Reviver. Sua mãe tem várias doenças emocionais, todas devido ao desgaste de ter um filho preso nas drogas. Ela se mostrou um pouco aliviada quando ele pediu ajuda. Houve toda a tramitação com o Conselho Tutelar, porque F. tem apenas 14 anos.

O tempo ainda vai revelar muitas coisas boas porque ele tem mostrado, inicialmente, grande interesse pelo evangelho. Nas dinâmicas, mostra atenção e acredito em um milagre nesta vida pelo poder de Jesus.

Às vezes, ele fala das peripécias nas drogas e no fundo reconhece que estava procurando adrenalina, aceitação, e, se possível, meninas. Só não entendia porque sua mãe sofria tanto (ela é uma serva de Deus). Depois de alguns dias, sua mente começou a clarear e, naturalmente, sem ninguém perguntar, ele falou:

"Pastor, eu acho que minha mãe podia morrer por minha causa. Ela estava sofrendo demais, mas sempre achei que era exagero dela... hoje estou vendo que o exagero era meu. Quero mudar, tenho que melhorar...vou seguir  o caminho de minha mãe. Eu sei que ela me ama, e sempre me falava que aquele amor dela era o de Jesus por mim. Antes era difícil compreender isto, mas agora está fazendo sentido,  afinal, Ele morreu por mim também".

Pr. Fernando Arêde
Diretor do Projeto Reviver, Muriaé - MG


 


É tempo de agir

No dia 3 de maio foi comemorado o Dia Batista de Ação Social, data convencionada pelos batistas. É um bom momento para refletirmos sobre nossa responsabilidade social como discípulos de Jesus Cristo. Ele é o modelo a ser imitado, pois andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus era com Ele (Atos 10.38). Em seu ministério, ele tocou em leprosos, ouviu o choro dos aflitos, curou os cegos, foi sensível às crianças, dignificou as mulheres, devolveu ao convívio familiar endemoninhados e pessoas em sofrimento psíquico, confrontou o tradicionalismo farisaico e libertou pessoas do fardo do pecado, da culpa, da humilhação e vergonha (Vá e não peques mais). Tudo isso eram sinais da presença do Reino de Deus em Jesus. Nós que participamos do Reino de Deus, precisamos manifestar seus valores e realidades em nosso tempo, mundo e nação.

Vivemos num país que não é pobre, más é o oitavo mais injusto do ranking mundial. É escandaloso saber também que 50 milhões de pessoas, ou seja, 29% da população brasileira estão abaixo da linha de pobreza. O que significa que têm renda mensal menor que R$ 80,00. Como se não bastasse, outros dados mostram toda a complexidade social desse país pela falta de elementos básicos para a vida, tais como: saneamento, direito ao trabalho digno, moradia e alimentação. Segundo o PNAD, 2 milhões de crianças são vítimas de exploração, sem falar no índice de violência e no histórico de corrupção política marcantes nesse país varonil.

Nós, Cristãos, precisamos agir! Necessitamos nos engajar em prol da transformação dessa realidade cruel e injusta. Algumas igrejas tendem a separar a ação social de sua missão evangelizadora. Mas é bom lembrarmos que precisamos  levar o "Evangelho todo, para o homem todo, para todos os homens". Precisamos mostrar às pessoas o amor do Pai Nosso sem esquecer de levar o Pão Nosso.

Irmãos, o que nós fazemos fala muito mais do só falar. Precisamos, como seguidores de Jesus, construir pontes que conectem discurso e prática. Debater, se conscientizar, falar sobre a importância da ação social é bom, não suficiente. O amor só é amor de fato quando ele se manifesta em gestos e ações. Jesus nos ensina a amar o próximo como a nós mesmos!" e isso inclui o cuidado e atenção com as demandas, necessidades e vulnerabilidades sociais das pessoas ao nosso redor. Oremos para que Deus nos dê estratégias de ação. Então, mãos à obra! É tempo de agir.

Pr. Luis Henrique
Auxiliar da Igreja Batista da Coroa, RJ




Ajudando o Lar Batista F.F. Soren

Agradeço imensamente a oportunidade que a JMN está me dando de poder ajudar com meu tempo e minha vida no Lar Batista F.F. Soren.

Minha igreja está promovendo um chá para arrecadar doações para enviarmos às crianças e adolescentes e também já estou providenciando o material para ensinar as bonecas e o bordado ponto cruz para as meninas.

Estou muito feliz e ao mesmo tempo temerosa, pois não sei muito bem em que vou ser útil ali. Todavia, creio na promessa de Deus e confio que Ele me dará a direção, pois em tudo vejo as mãos dEle neste projeto. Bem chegarei em Palmas no dia 30/06 e após a Trans irei para o Lar, conforme contato com a irmã Judite.

Uma grande bênção que recebi ontem foi a passagem de ida até Palmas de uma irmã que está em Belém. Essa foi uma grande bênção e uma resposta de que Deus está no controle de tudo.
 
No amor de Cristo...

Fabiana Gheysa
Voluntária que sentiu-se tocada por Deus em um dos congressos Desperta pelo Brasil





Congresso em Vila Valqueire -RJ

O Congresso de Missões e Ação Social realizado pela PIB de Vila Valqueire falou grandemente ao meu coração, como também alguns irmãos que foram de nossa igreja. A Congregação Batista Nova Esperança em Madureira, esteve participando em grande número nas oficinas que foram relizadas na Faculdade Souza Marques.

Agradeço a vida de cada irmão de minha Congregação, e peço a Deus que os abençoe a cada dia, como também a Junta de Missões Nacionais que esteve promovendo este Congresso junto com a PIB VIVA.

Que Deus continue abençoando grademente a JMN e a Primeira Igreja Batista em Vila Valqueire.

No amor de Cristo,

Gélcio Oliveira da Silva e Irene Campos Cavalcante
Promotores de Missões da Congregação Batista Nova Esperança em Madureira


Junta de Missões Nacionais de Convenção Batista Brasileira - 2009